Concurso TSE: Tribunal tem mais 495 vagas anunciadas para Técnicos e Analistas. Saiba Mais



O concurso Unificado TSE (Tribunal SuperiorEleitoral), está previsto para ser realizado. De acordo com informações da própria assessoria do TSE, uma comissão de planejamento será criada para discutir ações do concurso. 


É importante destacar que o certame já possui uma comissão formada e que o diretor-geral do TSE, Rogério Galloro, revelou que o edital poderá ofertar mais de 495 vagas!


A estrutura remuneratória apresentada pelo órgão que representa os demais TREs, passa a apresentar os seguintes salários iniciais para as carreias de Técnico e Analista:


A estrutura remuneratória apresentada pelo Tribunal, órgão que representa os demais TREs, passa a apresentar os seguintes salários iniciais para as carreias de Técnico e Analista:

  • Analista Judiciário (Vencimento básico + GAJ)
    • 2023
      • Inicial: R$ 13.202,62
      • Final: R$ 19.823,62
    • 2024
      • Inicial: R$ 13.994,78
      • Final: R$ 21.013,03
  • Técnico Judiciário (Vencimento básico + GAJ)
    • 2023
      • Inicial: R$ 8.046,84
      • Final: R$ 12.082,30
    • 2024
      • Inicial: R$ 8.529,67
      • Final: R$ 12.807,24

Ressalta-se ainda que, a partir de janeiro de 2023, os Tribunais pagam auxílio pré-escolar no valor de R$ 951,84, além de auxílio alimentação no valor de R$ 1.203,76.


a banca organizadora do concurso TSE Unificado deve ser contratada nos próximos dias.

O anúncio se deu durante a 83º edição do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais(Coptrel)., realizada na última sexta-feira, 24 de novembro.

Concurso TSE Unificado: banca em breve!
Concurso  Unificado


Saiba quais são os Tribunais Regionais que manifestaram interesse em participar do concurso TSE Unificado em 2023:


TRE Rio de Janeiro

TRE Santa Catarina

TRE Sergipe

TRE Piauí

TRE Rio Grande do Norte

TRE Tocantins

TRE Goiás

TRE São Paulo

TRE Mato Grosso

TRE Ceará

TRE Maranhão

TRE Paraná

TRE Rondônia

TRE Roraima

TRE Paraíba

TRE Mato Grosso do Sul


O que estudar?

Usando o edital anterior como referência, as avaliações objetivas estiveram divididas em conhecimentos básicos, cobrados para todos os cargos, e conhecimentos específicos, correspondentes ao exercício da função.


As matérias de conhecimentos básicos foram:


Língua Portuguesa – para todos os cargos;

Noções de Informática – para todos os cargos;

Noções de Direito Administrativo – para todos os cargos, exceto analista judiciário – áreas judiciária e administrativa e para técnico judiciário – área administrativa;

Arquivologia – somente para o cargo de técnico judiciário – área administrativa; e

Noções de Direito Constitucional – para todos os cargos, exceto analista judiciário – áreas judiciária e administrativa e para técnico judiciário – área administrativa.


Além do conteúdo básico, foram exigidos conhecimentos específicos aos cargos e especialidades.

Postar um comentário

0 Comentários